quarta-feira, 2 de julho de 2008

Uma cidade: Amsterdam


Foto:Bartek Piasecki

Além de ser uma cidade absolutamente deslumbrante em sua arquitetura, com aquelas 'casinhas de boneca', os canais, as pontes e os museus maravilhosos - dos clássicos/obrigatórios Rembrandt e Van Gogh aos mais relevantes modernos, pós-modernos e o escambau -, Amsterdam virou, já há algum tempo, um dos destinos preferidos da juventude de todas as partes do mundo. O fato de ser uma espécie de supermercado de drogas explica muito, mas não é tudo.

Comecei a simpatizar com a Holanda a partir da Copa do Mundo de 1974, quando o impressionante carrossel holandês de Rinus Michels e Johann Cruyff, assombrou o mundo do futebol. E nesse quesito bola, depois ainda vieram Rudd Gullit, Van Basten, Ryikjard e mais recentemente, Seedorf, Robben e Van Nilsterooy. Há pouco tempo, uma lei liberou a prática de sexo nos parques públicos. E a partir de ontem, é proibido fumar cigarros em locais fechados, mas a maconha continua liberada, hehe. Nos famosos coffee shops de Amsterdam, cardápios como esse aí debaixo fazem a alegria da galera.


Estive lá só uma vez e já faz muito tempo - me lembro que peguei um ônibus e, em apenas 24 horas, rodei o país praticamente inteiro - de Amsterdam a Haia e dali a Rotterdam, passando por inacreditáveis campos de tulipas e incontáveis moinhos de vento. E é uma loucura imaginar que tudo aquilo está vários metros abaixo do nível do mar. A chegada de avião a Amsterdam, vindo de Londres, sobrevoando os diques a algumas centenas de metros da costa, é uma das coisas mais incríveis que já vi.

Voltando a Amsterdam, o lance é alugar uma bicicleta e juntar-se às centenas de milhares de ciclistas de todos os tipos, para pedalar pela cidade completamente plana. Mas se cruzar com a policial ao lado, é bom não se animar muito: além dela não cair em lábia furreca, saiba que as holandesas são lindas na adolescência e na juventude, mas depois ficam todas com a cara (e o corpo) da Rainha Beatrix. Sim, com toda a modernidade e liberalidade, a Holanda é uma monarquia. Esses europeus são mesmo muito esquisitos...

13 comentários:

anna disse...

bela cidade mesmo. o futebol é mesmo uma paixão.
vi num domingo, um monte de campinhos de futebol nos arredores da cidade com crianças e adultos praticando esse maravilhoso esporte.

pô, neilcio, será mesmo que a gatona aí desmoronou?

Neil Son disse...

sim, anna. desconfio que exista um pacto sinistro na holanda - as mulheres desmoronam para que os diques continuem firmes e fortes.

Patty Diphusa disse...

É,Anna, isso evita que aquele monte de crianças tenha de ficar com o dedinho nos buracos dos diques evitando inundação.
Andei com um amigo de barco pelos arredores e o sistema de segurança desses diques é super profissa. Vc encosta nas laterais e espera o sinal abrir. Se vc estiver distraído -- lá se distrai com faciliiiiiidade -- toca uma buzina poderosa avisando que é sua hora de passar. rs
É linda mesmo.

Bjs

jayme disse...

Que triste essa sina da entrubufuzação atávica das holandesas.

Neil Son disse...

patty: me lembrei do katrina em new orleans...

Neil Son disse...

e os holandeses, jayme, ficam todos barrigudões de bochechas vermelhas

GUGA ALAYON disse...

Fiquei com água na boca com o cardápio. Senti até aquele gostinho de Solana Star no céu da boca...

Gabriel RG disse...

É... Também achei interessante esse cardápio. Vem cá, essa policial é de verdade ou é uma intervenção pra lá de artística?

Neil Son disse...

guga e gabriel: vcs repararam nas 'descrições', embaixo de cada item do cardapio? engraçado... e a policial é de verdade sim, mas não deixa de ser uma obra de arte, hehe...

Márcia W. disse...

Márcio,
você falou do Johann Cruyff que é um pouco o Garrincha daqui, a nível de e enquanto comentários toscos mas pegajosos. O mais conhecido, que adoro, é: cada desvantagem tem a sua vantagem !
E fico no campo ludopédico-futebolístico, treino é treino, jogo é jogo. Passar por A´dam para o clássico, sexo, drogas & r´n´roll é uma coisa. Outra é aguentar aquela tal da ética protestante. Enfim, uma amiga sintetizou bem: A´dam é a válvula de descarrego da Holanda, um lugar para abrir a cabeça e permitir a loucura, se não a galera não aguenta.
Ah, os cogumelos acabam de ser proibidos.

Márcia W. disse...

PS
o modelito da rainha é a garantia de que os fabricantes de laquê podem dormir em paz enquanto ela for viva ;>))))

Neil Son disse...

haha marcia, não sabia desse viés garrincha do cruyff... e a proibição dos cogumelos vai ser algo difícil de controlar. são tantos tipos de cogumelo, que pra comprovar se é de um tipo ou de outro, só provando. e aí... já viu, né?

Márcia W. disse...

Márcio,
o problema é que o governo atual, além de se orgulhar de ser boring, tem uma sanha controladora que vixemaria! Só ainda não encontrei a vantagem dessa desvantagem ;>-)