quarta-feira, 5 de março de 2008

Good news

Duas notícias me chamaram especialmente a atenção no jornal de ontem.

A primeira dá conta que o deputado Fernando Gabeira aceitou concorrer à Prefeitura do Rio de Janeiro, pela coligação PV, PSDB e PPS. É uma ótima novidade: a campanha ainda nem começou, mas já despontavam os nomes dos famigerados Marcelo Crivella e Wagner Montes como favoritíssimos. O segundo, ainda bem, já desistiu; e agora surge a alternativa Gabeira. Tenho lá meus ‘senões’ em relação ao deputado, mas ele representaria, sem dúvida, um sopro de novidade e esperança para o sofrido e maltratado Rio de Janeiro. E também gostei das condições que ele impôs para aceitar a candidatura. São elas: sua campanha não será de oposição aos governos federal e estadual, mas centrada nos problemas da cidade; os dados das contas de campanha serão totalmente abertos na Internet; a campanha não deve atacar adversários e nem sujar a cidade; e se vencedor, o prefeito não aceitará indicações políticas para cargos no governo.

A outra notícia é sobre o discurso do ministro Paulo Vannuchi, da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, na abertura da sessão do Conselho de Direitos Humanos da ONU, em Genebra. Comentando o recente relatório da ONU que apontou abusos graves no Brasil, como casos persistentes de tortura policial, racismo, e corrupção no Judiciário, entre outros, Vanucchi afirmou que "é preciso usar de franqueza e humildade, e reconhecer que o documento traz uma análise justa e precisa, refletindo a realidade do país". É a primeira vez que vejo alguém deste, ou de qualquer outro governo brasileiro, colocando o dedo nessa ferida imensa, cujos terríveis sinais são frequentemente varridos para debaixo do tapete, especialmente quando um órgão internacional se mete a dizer certas verdades incômodas, que são prontamente descartadas pelas ‘otoridades’ como intromissão indevida e outras bobagens similares, sob o manto de um tosco patriotismo. Muito bom, sr. Vannuchi: é sabido que o primeiro passo para a cura de uma doença, é a admissão dessa doença por parte do paciente.

15 comentários:

anna disse...

foram manchtes do jornal "boas notícias"?
só pode.

GUGA ALAYON disse...

Eu gostei. �timas not�cias.

peri s.c. disse...

Enfim, boas novidades.
( Ninguém merece Crivellas e Montes )

Neil Son disse...

anna: taí o mote pro seu tão aguardado e requisitado blog - 'boas notícias'!!

Neil Son disse...

e a outra boa noticia de hoje, guga, é que o adriano jogou pra c* ontem!!!

Neil Son disse...

pois é peri, o rio não merece mais esse monte de merda...

GUGA ALAYON disse...

desta eu co-participei, mano
´´E tricoloôÔÕÕ

franka disse...

cadê o post chato de mulher de hoje?

Patty Diphusa disse...

Ué, não é sexta? A Franka tem razão. Vai deixar a foto do Gabeira/

bjs

anna disse...

é mesmo!

bóta aí o gabeira de biquini de trico em ipanema.

já o ministro, o terno lhe cai muito bem.

Ana Clara disse...

Gabeira não é nenhuma maravilha, mas gostei. É sem dúvida uma bela alternativa. Gostei das condições, mas a gente sabe que essa ética toda não resiste muito tempo; há interesses bem maiores, que jamais deixariam que isso acontecesse.

Só faltou dizer "um sopro de novidade e esperança para o MEU sofrido e maltratado Rio de Janeiro."

Hehehe.

Neil Son disse...

vamu são paulo, vamu são paulo, vamu sê campeão! de novo, guga!!

Neil Son disse...

franka e patty: um post com váááárias mulheres está por vir...

Neil Son disse...

nem gabeira e nem gil, anna. esse blog é espada!!

Neil Son disse...

o rio é nosso, aninha, de todos os brasileiros. nasci lá, mas to há tanto tempo aqui em sumpaulo que não me considero 'mais carioca' do que você, por exemplo...