segunda-feira, 10 de março de 2008

Vai para o trono ou não vai?


Foi retumbante a passagem de Lula pelo Rio de Janeiro na última sexta-feira, para anunciar o início das obras do PAC em três dos mais populosos e violentos conjuntos de favelas da cidade (ou do Brasil? Ou do mundo?): Alemão, Manguinhos e Rocinha. No total, serão investidos cerca de R$ 1,14 bilhão em obras de reurbanização que incluem construção de moradias, escolas, unidades de saúde, água, esgoto, pavimentação de ruas, iluminação e áreas de lazer. Parte da verba será utilizada, também, para a construção de um teleférico no Complexo do Alemão. Sob um calor de 40 graus e os vivas de uma considerável multidão, Lula discursou em cada um dos três locais, sempre sob a ‘permissão’ e a ‘proteção’ dos líderes comunitários e dos chefes do tráfico. A matéria publicada pela Folha no sábado relata inclusive algumas frases dos ‘trafica’, em seus radio-comunicadores (sim, é claro que eles têm!), interceptadas pela Polícia Federal pouco antes da visita do presidente:
“Atenção! Vamos apagar a luz agora (desligar os aparelhos), devido ao presidente".
"Aí mano, vamo falar menos e ficar mais ligado, valeu? É o cara (Lula) que tá aqui. Tá dominado, irmão, tranquilão e dominado. Tudo na paz, deixa o hômi...".

Engraçado se não fosse trágico, esse brasilzão. Eita!
Mas vamos a algumas frases do Lula, particularmente ‘inspirado’ na última sexta-feira...:

“Eu sou filho de uma mulher que nasceu e morreu analfabeta, sou filho de uma mulher que morou em lugar que dava enchente de 1,5m dentro de casa. Acordava à meia-noite com rato, barata, fezes dentro do quarto”

“Digo à meninada aqui que desemprego é duro, é difícil, é algo quase impossível de suportar. Mas não é razão pra trabalhar para a bandidagem. Eu já tive vontade de roubar uma maçã pra espantar a fome, mas resisti pra não envergonhar a minha mãe”.

“A Dilma é uma espécie de ‘mãe do PAC’. É ela que cuida, acompanha, que vai cobrar se as obras estão andando ou não estão. O Pezão (Luiz Fernando Pezão, vice-governador e secretário de obras do Rio) é grandão, mas ele vai saber o que é ser cobrado pela Dilma porque a obra atrasou, porque não andou... porque se não for assim, a coisa não acontece. A gente anuncia, o governador fica feliz, eu fico feliz e depois a gente volta pra casa e as coisas continuam como antes”.

“E por conta das circunstâncias, Deus fez com que eu anunciasse o começo dessa obra do PAC exatamente agora, no momento em que não disputo mais eleições no Brasil”.

“Quando for inaugurado o teleférico, as mudanças aqui serão tão grandes que a população de Ipanema vai querer subir aqui pra ver ‘o que vocês ganharam’”.


Hehehe, cada vez gosto mais do Lula...

11 comentários:

peri s.c. disse...

Teleférico ???? E a pista de esqui? No PAC II, o retorno ?
( pô, isto dá um post ... )

Dilma, a " Mãe", essa foi ótima ? Ela é chegada nesses lances maternais ??? ah, ah, ah.

Por agora chega.

Neil Son disse...

peri: acho que vc faz gozação com o teleférico pq não tem que subir e descer mil degraus todos os dias, pra sair e chegar em casa. e qto à dilma, olha a resposta dela em relação ao lance da mãe: 'acho que o presidente faz essas imagens porque são de mais fácil absorção pelas pessoas. é mais fácil falar mãe do pac em vez de coordenadora da sala de situação e de monitoramento'. hahaha, muito bom... acho que ela tb estava inspirada na sexta...

anna disse...

gostei do discurso dele.

peri s.c. disse...

Neil
Teleférico? E de cadeirinha, com as perninhas balançando prá fora? Me segura que eu vou ter um troço!
Quem vai garantir a manutenção e segurança de operação deste delicado tipo de instalação ? Os eficientíssimos governos estaduais ou municipais, que não cuidam nem dos hospitais ? Ou será que vão estimular a criação de uma ONG Teleférica? Transporte de massa aéreo, era só o que faltava.
Os imbecis que deram essa sugestão deveriam, por ex. ir lá em Salvador conhecer os antigos "planos inclinados", desativados por falta de manutenção e renovação. Solução também usada na cidade do Porto.

Neil Son disse...

sei lá como será esse teleférico, peri, mas ninguém falou em cadeirinha... pode ser qualquer outra coisa. e o problema de manutenção e de segurança é outro problema. o que não pode é usar isso como justificativa para não se fazer nada. é por pensamentos como esse que a coisa continua a mesma merda (aliás, cada vez pior). é sempre assim: qdo se trata de dar alguma melhoria pra pobre e fudido, lá vem o mesmo discurso. é que nem a marta em SP, quando começou a fazer os CEUs: o que? piscina pra pobre? teatro pra pobre? por que???? ora, faça-me o favor...

Patty Diphusa disse...

Porreta esse cara...tbem gosto cada vez mais dele e ainda vou viver para escutar o povo que hoje bate falar "é, apesar de tudo, o cara mandou bem, temos de admitir"...rs.

Bjs

Patty Diphusa disse...

Menos o Diogo Mainardi, claro, pque esse vai ficar tão desorientado sem o Lula na presidência que já tenho até dó...

leila disse...

Puta discurso, maravilhosa aquela parte dirigida 'as criancas.

Neil Son disse...

patty: esse é um país que vem de mais de 500 anos de exploração, sacanagem e ciorrupção. tá tudo arraigado, tá tudo podre. e é um dos países que possui, historicamente, as elites mais perversas do mundo. pra desfazer esse passado e esse presente lamentáveis, é preciso muito mais do que 8 anos de lula; que venha dilma, que volte lula, que venha outra dilma - daí daqui há uns 20 anos, a coisa vai melhorar de verdade. já começou, mas acho que é isso mesmo: só o começo e não dá pra ser de outro jeito. e qto ao mainardi, só ainda não coloquei ele no meu pelotão de fuzilamento pq tenho medo de que esse escroto me processe.

Neil Son disse...

pois é leila, imagine o que é praquele povo ouvir essas coisas da boca de um presidente...

Ana Clara disse...

A burguesia leitora de Mônica Bérgamo deve A-D-O-R-A-R ler sobre o respeito dos traficantes ao 'hómi'

hahahahha

Lula sempre!