segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Equívoco


Sexta-feira, noite chuvosa, ingressos grátis pro Cinemark. Cinema de shopping, só mesmo na faixa. Assim, lá fui eu, decidido a ver 'O Curioso Caso de Benjamin Button’, aquele do Brad Pitt como bebêvéio. Não deu: apesar de chegarmos com meia-hora de antecedência, a sessão já estava lotada. Mas já que estávamos ali, decidimos ver outro filme. Entre as pobres opções disponíveis, a melhorzinha nos pareceu ‘Australia’, com Nicole Kidman e Hugh ‘Wolverine’ Jackman nos papéis principais e direção de Baz Luhrmann, o mesmo de ‘Moulin Rouge’ (filme interessante e original, além de visualmente deslumbrante).

Mas ‘Australia’ é péssimo... um 'pastel de vento', bonito por fora e vazio por dentro. Além do mais, interminável, com suas quase três horas de projeção. Aparentemente, o tal do Luhrmann resolveu colocar tudo na produção: ‘Australia’ é um romance, mas é também um drama, um faroeste, um filme de aventura e um épico de guerra. Quer ser tudo, acaba não sendo nada. Salvam-se algumas cenas de paisagens australianas, belamente fotografadas, uma rápida porém linda imagem da manada de cangurus pulando em velocidade, a cena do estouro do gado correndo em direção ao precipício (meio copiada aliás, do último King Kong), e a participação de um velho ator aborígene como King George.

É muito pouco. Pra completar, não há ‘química’ entre o casal Kidman/Jackman (ou nenhum dos dois sabe beijar, sei lá...), os personagens são inverossímeis, a história não se sustenta, há erros ridículos de continuidade e a parte final (pra quem aguentar chegar até lá), com as cenas de guerra, usa efeitos toscos. Dá a impressão que os produtores perderam a paciência com o diretor e cortaram a grana no final da produção, vai saber...

Resumindo: fuja desse filme. Melhor ficar em casa, caminhar pelo bairro, dormir, jogar conversa fora no boteco, qualquer coisa.

19 comentários:

Anônimo disse...

olha só. pra mim não foi tão terrível. realmente fiquei com um pouquinho de sono e agora com seu texto deu pra entender porque. confesso que fiquei encantada com a beleza do hugh jackman, das paisagens e a doçura do menino aborígene. pra mim valeu a saída, coincidentemente na mesma sexta à noite chuvosa.
agora, bom mesmo foi o filme que vi domingão de manhã no telecine. Vejam A FORTUNA DE NED. Simples, supreendente, comédia irlandesa de 1998. Acredite. Boa dica.

florzinha

Neil Son disse...

florzinha: naquela cena do banho noturno do jackman, tengo certeza absoluta que a imagem foi 'trabalhada' por computador. dá pra ver, em outros momentos desse e de outros filmes, do cara, que 'aquele corpão não lhe pertence'. E obrigado pela dica: cinema irlandês sempre me atraiu.

anna disse...

concordo que o filme é um porre de rabo de galo, cinema de shopping é terrível e que nas cenas de beijos parecia que os dois tavam meio com nojo mútuo.

mas que a cena do buniton era fotochopada, ah isso não!
bomberini está aí prá provar que o cara tem curvas!

Neil Son disse...

haha anna, nojo mútuo!!! e sustento que é fotochope sim, mas não tenho como provar... e é mais um ponto negativo pro filme aquela cena. nada a ver com contexto, clichezão pra capturar a mulherada. e consegue, né?

anna disse...

fazêoquê?

Cynthia disse...

Será que o fato de a Nicole estar com o rosto completamente paralisado por bactérias botulínicas não contribuiu também pra ruindade do conjunto ? Pergunto porque faz algum tempo que não assisto a nada que ela esteja estrelando, justamente por causa disso. Nunca entendi como é que alguém que supostamente vive de suas expressões faciais resolve congelá-las de propósito numa máscara impassível. É como se um bailarino mandasse soldar os próprios joelhos e cotovelos...

:o6

Neil Son disse...

é cynthia, vc tem razão ao menos em parte... o rosto dela tá meio estranho mesmo, mas a nicole já mostrou (não nesse filme), mesmo depois das overdoses botulínicas, ser uma boa atriz: gosto dela em 'os outros', em 'uma isca perfeita' e em 'as horas'.

Patty Diphusa disse...

Me falaram mesmo que nem o botox da moça nem o corpaço (autêntico) do moço ajudam e o diretor se perdeu.

Mas vou perguntar pra Anna, pque vc Neil já sei. Não vale nem pelo bomberini na paisagem australiana?

Bjs

Márcia W. disse...

MarcioSon,
eu já perdi há muito o saco com a Nicole, nesse filme eu não iria mêrmo, aí vi uma chamada num jornal assim: NK reconhece que não atuou bem em Austrália. Ai, me poupe!

Cynthia disse...

Também gosto dela em Os Outros e As Horas (o da isca eu não vi), mas estes foram bem antes do Botox : basta ver como, neles, o rosto dela tem mobilidade !

;o)

Neil Son disse...

muito sinceramente, patty: nem ele e nem ela têm esse propalado "corpaço"...

Neil Son disse...

marcia: mas ela está bem melhor do que ele; embora, para isso, não precisasse muito...

Neil Son disse...

cynthia: acho que o botox foi só na testa; em volta dos olhos e da boca, dá pra ver as ruguinhas...

anna disse...

patty, é muuuito sacrifício até para vê-lo. a sugestão é alugar o dvd e congelar as cenas do cara. começando pelo banho de cuia e calça que ele toma.

pecus disse...

Ótimo "ticar" um filme sem ver. Ao que parece, banho da moça não tem, certo? Também gostei muito de "A fortuna de Ned".

Neil Son disse...

banho de cuia e calça, hahaha. só mesmo no cinema, né anna?

Neil Son disse...

banho da moça não tem, pecus. acho que estouraria o budget...

Ricardo Soares disse...

bom , eu já nao estava com vontade de ver mesmo ... depois dessa esculhambação pulei fora...hehehe... marcinho, demolidor... passa lá no blog roxo que tô falando de vc num post sobre denise dummont
abs

GUGA ALAYON disse...

dogville é o 'the best'. Claro que pré-botulínica ainda...