sexta-feira, 21 de dezembro de 2007

A última asneira do judiciário

Sim, sim, hoje é dia ‘Musa’ aqui no blog, mas calma... antes, me sinto obrigado a atender ao pedido do prof. Idelber Avelar, do blog ‘O Biscoito Fino e a Massa (http://idelberavelar.com/), e me solidarizar com o Juca Kfouri para divulgar dois fatos absolutamente verídicos, por ele relatados e que absurdamente, por have-los relatado, sofre ridícula posição de uma juíza sem noção. Leiam abaixo o resumo do post do Idelber e aguardem... a musa dessa sexta vem mais tarde.

A juíza Tonia Yuka Kôroko acaba de conceder liminar determinando que Juca Kfouri está proibido de “ofender” o deputado Fernando Capez (PSDB), ou pagará multa de 50 mil reais. O crime do Juca? Ter dito que o deputado Capez fracassou no combate à violência das torcidas organizadas quando era promotor e que mesmo assim elegeu-se deputado graças à notoriedade alcançada pela campanha. A outra grande ofensa? Ter dito que o curso de Direito dirigido pelo tucano teve nota abaixo da média tanto no Provão do Ministério da Educação como na OAB. Em outras palavras, o grande crime do Juca foi ter relatado dois fatos. Na prática, a Dona Kôroco proibiu Juca Kfouri de falar do Deputado Capez, num país democrático e de imprensa livre. O cabra tem que ver seu time na segunda divisão e ainda por cima ser vítima de deputado e juíza como esses. O Juca não cala a boca, claro. Vai lá e faz um post. Proponho que nos solidarizemos com o Juca espalhando por aí esses dois fatos:

1) o Deputado Capez fracassou como promotor no combate à violência das torcidas, mas se elegeu deputado graças à visibilidade adquirida ali;

2) o Deputado Capez dirigiu um curso de Direito que teve nota abaixo da média tanto no Provão como na OAB. Que ele processe o universo.

Se você tem blog, ajude a divulgar. O próximo processado a gente nunca sabe quem será.

5 comentários:

valter ferraz disse...

Neil, humm, vou pensar, prometo.
Aproveito e deixo os votos de um Feliz Natal, Bom 2008 e tudo o mais que houver de melhor.
Abraço forte

anna disse...

a cada dia que passa as obscenidades jurídicas, políticas e policiais desse país tornam-se mais supreendentes e indigestas.

tô tão cansadinha...

Neil Son disse...

valeuaê valter! pra você também!

Neil Son disse...

anna, cuidado com isso de 'tô cansada', de 'cansei'...

Aninha Pontes disse...

Márcio, se eu não fosse de querer fazer tudo ao mesmo tempo, já teria vindo aqui. Começo uma e esqueço a outra, faz parte. É o peso dos anos.
Mas enfim, não é tarde, porque acho que a alegria do natal deve ser vivida todos os dias. E é isso que vim desejar à vocês, que a alegria possa ser presença constante em suas vidas.
Que possamos acreditar mais, nos orgulharmos mais do que vivemos.
Um grande beijo prá você e outro prá Anna, minha chará.