segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Tu és forte, tu és grande!



Mais uma vez, São Paulo campeão. Nem vou ficar aqui exaltando o óbvio, dizer que o clube é um oásis de mínima organização, planejamento e honestidade em meio à lamentável bagunça e à roubalheira que pulula naquilo que está entre as coisas que o brasileiro melhor sabe fazer: jogar futebol. E apesar do São Paulo, não tenho mais ido aos estádios; confesso que perdi a paciência de ser roubado, maltratado, desrespeitado e achacado nos estádios brasileiros de futebol, com suas péssimas condições - e do seu entorno -, da burrice/brutalidade da polícia, da ignorância perigosa/destruidora dos torcedores (vítimas, é claro, mas prontos a nos fazer vítimas deles também). E nisso, o São Paulo tem sua culpa também: embora tenha melhorado um pouquinho, o Morumbi também é um estádio que não oferece o mínimo de conforto e respeito por quem paga (caro) para assistir aos jogos. Desde que comecei a ver que minha irritação aumentava e com isso, minhas chances de ser preso ou de levar uma surra (da polícia ou de outros torcedores) cresciam na mesma medida, tomei a prudente decisão de não ir mais.



Outra coisa, que sei que vai causar uma polêmica do cacete: agora, tantas vezes campeão brasileiro, continental e mundial, 'por cima da carne-seca', pra mim é a hora certa pra acabar com essa chatice preconceituosa dos adversários chamarem os são-paulinos de 'bambi'. Assim como os flamenguistas adotaram o urubu e os palmeirenses, o porco (bichinhos bem menos simpáticos...), proponho que os são-paulinos encampem o bambi. Acho que, nesses tempos do 'politicamente correto', pode ser ótimo para uma equipe que é parâmetro de sucesso e de inovação no futebol brasileiro, dizer que a ala gay é super bem-vinda, que aceitamos todos. Que venham e que fundem a torcida Bambi-Tricolor - pelo fim dos preconceitos, pelo fim da hipocrisia, pela liberdade para as borboletas! Já pensou que bacana? Acho que teria repercussão internacional! Puta ação legal e, ao mesmo tempo, grande jogada de marketing!

PS: na cena acima, do famoso Bambi de Disney, o personagem principal encontra-se com o gambá que, por acaso, tem o nome de Flor, hehe...

42 comentários:

anna disse...

nós, os gambá, apoiamos essa posição!

uma vez que voltamos para onde merecemos sair - pelo péssimo futebol e pelas maracutaias da mesma laia que dos eurico m. e ricardo t.- aguardamos o próximo confronto: gambás x bambis.

googala disse...

Força Bambi!

peri s.c. disse...

Como deu trabalho escrever tanta bobagem repito o comentário que fiz no Gooooooolllll-gala :

"Campeões graças à mala-preta que destituiu o trio original de arbitragem, mas com o bandeirinha-substituto na “gaveta”, permitindo um acintoso gol em impedimento ( banheira completa com direito à roupão, chinelinho e patinho de borracha ), abalando a valorosa equipe goiana, que corria com determinação atrás da mala branca oferecida pelo time gaúcho, que se defrontava com a valorosa equipe das alterosas,que corria com determinação atrás da mala branca oferecida pelo time dos bambis. Os palestrinos,os urubus cariocas, os bacalhaus cariocas,os ficus catarinas devem ter colocado no mercado subterrâneo suas polpudas malas também.
E o Murici é um ( interessante ) mala.
Esse campeonato deveria ter sido patrocinado pela Primicia ou Sansonite."

Campeão merecido, foi o menos pior, com o técnico melhor.

Silvio Macedo disse...

Boa idéia!
E a torcidado do Guarani, que chama "Guerreiros da Tribo" passará a ser chamada de "Gayrreiros da Tribo" hahaha

um abraço

Patty Diphusa disse...

É, tem de ser muito macho pra levar isso adiante. Apoiado. E adoraria ver o design das camisetas dos bambis, luxo total.

bjs

Neil Son disse...

pois é anna, mas sei que minha proposta é utópica. o machismo campeia nos estádios e se, nas arquibancadas do morumba, fosse reconhecido como autor dessa idéia, tenho certeza de que seria linchado pela própria torcida do são paulo.

pecus disse...

Como disse a mãe do Tambor, quando ele zoa as pernas bambas do Bambi: “se você não tem nada de agradável pra dizer pra alguém, o melhor é não dizer nada”.

Neil Son disse...

é isso guga: e viva ricky! o melhor em campo no jogo de domingo!

Neil Son disse...

murici é mesmo um mala, peri. mas é o melhor técnico - honesto, sério, trabalhador, sem papas na língua. um cara que entende do riscado, que mata a cobra e mostra o pau (opa!! uia!!)

Neil Son disse...

olha silvio, é melhor deixar campinas fora disso. a cidade, com seu histórico, já é 'hors-concours', hahaha.

Neil Son disse...

patty: pra ser gay nesse meio machista e hipócrita do futebol, precisa mesmo ser muito macho. fico imaginando o richarlyson - sendo ou não sendo, o que esse cara deve aguentar... my god!!! palmas pra ele!

Neil Son disse...

nem me fala da mãe do tambor, pecus, que eu me lembro da mãe do bambi. aquela famosa cena traumatizou 9 entre 10 crianças da minha geração (e das seguintes também).

Gabriel Rocha Gaspar disse...

Sou contra essa idéia de adotar Bambi. Acho que esse negócio tem que acabar. Mas se os caras quiserem continuar falando, que falem. É o que resta a eles. Nós somos o melhor time do Brasil - que tem o campeonato nacional mais competitivo do planeta. Logo, somos o melhor time do mundo.

Parabéns, Peri. Você tem um conhecimento invejável sobre malas.

Anônimo disse...

a FPF tentou manchar o campeonato só pq viu o melhor do mundo se aproximar mais uma vez. e tem sido assim, o são paulo não é mais exaltado pelo óbvio por conta da inveja dos outros e ódio tbm, diga-se de passagem. eu adoro ir nos estádios, mesmo sofrendo de tudo o que acontece e pode acontecer. eu sou sim da organizada do são paulo, já apanhei da polícia, já cantei muito, pulei, sofri, passei medo e muita alegria, não trocaria por nada, muito menos pelos estádios europeus. muitos falam daquilo que cerca o futebol, mas poucos tem a coragem de entrar nesse meio, enfrentar a situação para contar a história sob outro ponto de vista. não gosto do coro da imprensa contra as organizadas, eles fazem apologia da violência sem saber quem são os torcedores.
e sobre adotar o bambi, não tem a menor chance...
beijo, Luisa.

Neil Son disse...

gabriel: se eu fosse palmeirense (blargh, que pesadelo!!), ficaria realmente puto de ser chamado de porco e jamais 'adotaria' esse bicho como símbolo. agora, bambi? essa é uma oportunidade de ouro pro SPFC se destacar e se diferenciar mais uma vez. sei que não vai acontecer, mas é o que eu acho.

Neil Son disse...

luisa: vc pode gostar de ir no estadio e sofrer, é a sua opção, assim como é a minha não querer me submeter a todo o resto que isso envolve. e não existe somente essa dicotomia estadio brasileiro x estadio europeu. entre as duas pontas, há uma enorme distancia. apenas gostaria de ir num estadio em que houvesse, pelo menos, um banheiro minimamente digno desse nome.

Anônimo disse...

Neil Son: com todo respeito. tenho 35 anos, sou advogado, pai de 02 filhas maravilhosas, sócio torcedor do tricolor há 6 anos e, principalmente, viciado no Tricolor Paulista!
Acredito que vc tb seja tricolor e custo a acreditar que vc tenha escrito (sugerido) essa opção, que no meu ponto de vista é estapafúrdia.
Se o maldito do Vampeta (que inventou esse apelido de merda para nós tricolores) estiver na rua e eu de carro.. imagina o estrago..
Portanto senhore Neil Son, espero que pense muito antes de sugerir qq coisa para a nossa torcida, uma vez que nem para o estádio o sr vai.. e indepentendetemente das condições dos estádios, o amor pelo clube supera qq coisa.. tenha isso em mente, pois só que ama o tricolor está sujeito a sacrifícios, coisa que, acredito, o sr. não está disposto a fazer..
PS: vou de arquibancada xará.. mesmo tendo condições de ir de camarote ou cativa..
Sds tricolores e tenha ótimas festas!!
Hexa só tem um!
chupa galinhada maldita!!
DENTRE OS GRANDES ÉS O PRIMEIRO.. SEMPRE!!
ASS: Camaleão Tricolor: Hexa Único

Anônimo disse...

o sofrer está em segundo plano! não desrespeito a sua opção de não querer se submeter a essas coisas, devo ter me expressado mal se dei a entender isso. e quanto aos banheiros e tudo mais, o são paulino ruy othake (não sei como se escreve) cuidará dessa parte e de outras mais, para que o morumbi receba jogos na copa do mundo de 2014. mas ainda assim, existe a possibilidade de assistir aos jogos no santo paulo bar, com todo o conforto, hehe!
a verdade é que eu tenho uma paixão e um vício na vida chamado São Paulo Futebol Clube, com muito orgulho e, sim sou capaz de me submeter a coisas que muitos consideram loucura, mas o tricolor está entre as coisas que me dão mais alegria nesse mundo. e assim será para sempre, em qualquer circunstância!
__X__ "punho cruzado", hahaha!!
beijo, Luisa.

Neil Son disse...

prezado camaleão, não vou a estádio há uns dois anos e tb tenho 2 filhos. pela sua idade, imagino que tenho mais anos de estadio do que voce de vida. portanto, posso sim falar o que quiser, do jeito que quiser nesse espaço em que sou eu mesmo o redator, revisor, editor e zelador. já falei: sei que a torcida jamais incorporará o Bambi. mas como disse o millor, o 'livre pensar é só pensar'. e esse é o meu pensamento, detesto aaquer preconceito e a homofobia é algo nojento. no mais, já imaginou o que seria da humanidade sem os loucos sonhadores? gosto de pensar que sou um deles...

Neil Son disse...

luisa, respeito a sua paixão.

Anônimo disse...

Nunca entro nessas discussões pq envolvem muita paixão. Mas, é que quando falam do SPFC glorioso, não consigo ficar quieta. Cá pra nós, tenho mais medo de circular na Oscar Freire do que na Padre Lebret. Sou negra, vc imagina o que isso significa. Já fui sozinha ao estádio - impensável pra uma mulher, fala sério. Nunca aconteceu nada. Adoraria ter todo o conforto, mas não vou me furtar a viver as grandes emoções que o São Paulo me proporciona, por conta de um banheiro "inadequado". São Paulo, ao contrário do Rio, não permite uma interação entre a tal da classe média e a periferia. Só no estádio isso é possível. Ali vc descobre que os desejos daqueles meninos são iguais aos dos nossos filhos, com a diferença de que nossas crianças provavelmente conseguirão realizá-los. Você passa a compreendê-los melhor. Entendo o quanto seria "civilizado e moderno" adotar o Bambi, porém digo com todas as letras: "nem a pau, Juvenal". Primeiro pq foi criado pelo Vampeta, com seus muitos graus de debilidade mental. Depois pq, ao contrário dos símbolos do curintxa e do parmera, esse mexe com a sexualidade, um tabu monstruoso com o qual essa garotada não tem condição de lidar. Se fosse fácil, não haveria gay enrustido. Deixe a galinhada e “os porco” falar. Como diz Zé Simão, Bambi porra nenhuma. Nós estamos mais é pra Rei Leão.
bjs,
Maria Amélia

Marina Morena disse...

Nossa, Mamé... assino embaixo! Mandou muito! Lulu e Gabriel também mandaram.

Adotar um viadinho frágil, de pernas de varetas e com forte conotação homossexual, como mascote? Sem chance...

Bjs,
Marina

anna disse...

já que o assunto é futebol, meu timão contratou o ferômeno!!!!!

o campeonato ano que vem promete ser demais!!!!

Libf disse...

E viva o timão, Anna!!

Anônimo disse...

Tenho que tirar o meu chapéu alvi-negro para a organização pó de arroz.
Principalmente após a jogada de marketing revelada: Richardson não é gay, apenas finge ser gay, para ficar bem com a torcida!
Primeiro mundo é outra coisa...
abs,
Parangolé.

Neil Son disse...

maria amélia, seus argumentos 'do mundo real' são imbatíveis e irrefutáveis. mas mantenho minha opinião, 'a nível de' utopia.

Neil Son disse...

marina... o problema é que esse tipo de argumento -'viadinho frágil', etc. - me faz lembrar aquelas máximas de que não temos preconceito, aceitamos tudo, desde que não seja na nossa casa.

Neil Son disse...

anna e libf: apesar do curintxa, torço sinceramente pelo ronaldo fenômeno.

Gabriel Rocha Gaspar disse...

Mas o bambi é um viadinho frágil, não é? Pô, mascote de torcida tem que ser cabulosão!

Neil Son disse...

paranga: em primeiro lugar, é richarlyson o nome do cara; em segundo, não sei se é gay ou não é; só sei que é um ótimo jogador. talvez por conta de toda essa pressão e também por querer jogar mais do que realmente sabe, começou a jogar mal, a errar muito, e perdeu o lugar no time. voltou no domingo passado e foi o mlehor em campo, jogando mais uma vez o futebol que sabe.

googalagain disse...

Marcio, como quase sempre equase pouco de quase tudo estou contigo!
Eu já sou bambi faz tempo, como era pó-de-arroz anteriormente, mas chateado por não ser original.
Ser bambi tem sido recompensante. Alguém discorda?
Que venha a heptacombe bambina. só espero que o new-Gordo-Galinha não fique encoxando o Rick em horário de trabalho. ahahaha

peri s.c. disse...

Googalagayn
O "Felômeno" vai querer encoxar o time todo tricolor, vai se "sentir em casa". Nem o Murici escapa. E pode até partir prá torcida.

googalagayn disse...

querer não é phoder, Mister pig!

Gabriel Rocha Gaspar disse...

Neil, modera isso aqui que tá virando várzea!

Marina Morena disse...

Neil, o "veadinho frágil" (escrevi com i sem querer) foi sem qualquer conotação sexual. Tava me referindo ao animal mesmo. O Bambi é um filhotinho, frágil, inexperiente...
Não sei se depois ele vira um veado com chifres e tal, forte cabuloso...
Lembro do Bambi se espatifando no chão (no gelo?). Não tem como ser um mascote de torcida de futebol.

Sibila disse...

Neil,
acho louvabilíssima e corajosa a proposta, mas talvez a Marina tenha razão, assumir Bambi seria recalcar a imagem de extrema fragilidade, dos que não podem por si pois devem ter algum problema, achaques(?) etc: um ultra-preconceito contra os gays.
Saudações santistas aos tricolores. Foi merecido.
E o Ronaldão no timin... ops Corinthians. Vão faturar muito, mas só com a imagem. Gols? Difícil, hein?
Bjs

Anônimo disse...

Já que se fala tanto em preconceito, lá vai mais um pouco, só pra apimentar. Gritos da arquibancada para 2009:

el, el, el
o traveco é da fiel

ronaldo bujão
afunda o timão

saudações tricolores

anna disse...

triconônimo,

ficaria mais divertido se assinasse...

googala disse...

ô, gabriel!
que preconceito contra os varzeanos, meu!
ahaha
abç

Anônimo disse...

oi gente,
esqueci de assinar "aqueles versos tão singelos" que ouviremos nas arquibancadas em 2009, sobre o curintxa e o ronalducho.
abs,
maria amélia

Neil Son disse...

mutcho trabalho, pouco tempo pra entrar aqui e responder a todo mundo. mas não acho que descambou pra baixaria não, gabriel. tudo pode, esse é o nosso barraco!

Jonez disse...

Quem disse que o Vampeta que inventou o bambi??? Ele só ressaltou na imprensa algo que já existia há uns 3 anos antes de ele falar no mínimo...ô gente burra