quinta-feira, 3 de janeiro de 2008

Que beleza...


O que muda do dia 31 de dezembro para o dia 1º. de janeiro? Nada, absolutamente nada...

Ainda assim, ano após ano, é aquela ansiedade, o sentimento da urgência, a ‘obrigação’ de uma felicidade forçada, as muitas loucuras e inconseqüências.

Mas é verdade: passar o final, ou qualquer época do ano, em um lugar como esse aí de cima – casa confortável na beira de um rio de águas cristalinas e sempre convidativas, no meio do mato e longe das comemorações com fogos de artifício e das multidões, é tudo o que posso hoje querer.
E foi o que eu tive.

20 comentários:

anna disse...

eita verdão bonito!

peri s.c. disse...

Meião de mato e .... sem borrachudos?

franka disse...

tinha sapo?

Neil Son disse...

verde que te quero verde, anna

Neil Son disse...

borrachudo e pernilongo, até que pouco, peri. nada que um bom off e umas tomadinhas não resolvam.

Neil Son disse...

devia ter sapo sim, franka, mas não vi nenhum. e a anaconda também não deu as caras...

GUGA ALAYON disse...

este cantinho é o paraíso, né?
E a sauna, então?
bons anos

Hélio disse...

Que nada... bom mesmo foi ficar em sumpa vazia, vazia... ver os fogos na paulista com dois milhôes de pessoas socadas no asfalto. Isto sim! Pode falar, você está morrendo de inveja. hahaha.
Não precisava judiar né-Neil?
Maravilha!

Anônimo disse...

Olá. parabéns pelo blog! cheguei por acaso, pesquisando sobre o jornalista Carlos Gaspar. Sou estudante de cinema da UFF, no Rio de Janeiro, e estou editando meu filme sobre a passagem da peça Os Sertões, do Teatro Oficina e Zé Celso, pela cidade de Canudos, na Bahia, em dezembro. Gostaria muito de poder utilizar trechos de um episódio de A Grande Jornada sobre a destruição do segundo Arraial de Canudos, na década de 60. Sabe onde consigo uma cópia? E os direitos? Pode me escrever? Agradeço a ajuda antecipada, abraços. Luiz Guilherme Guerreiro:
guerreirodonorte@gmail.com

Anônimo disse...

uma sauna como aquela, guga, do lado do riozinho, é mesmo algo muito próximo da idéia que fazemos do paraíso... bons anos pr'ocê também, amigo!

Neil Son disse...

olha, helio, recentemente passei três reveillons seguidos aqui em SP, só eu e o cachorro. mas não me queixo... ele é um excelente ouvinte, hehe...

Neil Son disse...

valeuaê, Luiz Guilherme! Vou te enviar um email. Abs e volte sempre por aqui!

valter ferraz disse...

Márcio, então vc entrou bem!
Eu, fiquei igual ao Hélio: na Major Diogo, vendo os fogos da Paulista. Sampa nesses dias também é um pouco paraíso. Um pouco só, mas é.
Um 2008 leve prá vc, amigo.
Forte abraço

Fernando disse...

Oi, Marcio,
entrar, com todo o respeito, assim, é muito bom!
Vai e siga esse 2008, numa boa, cheio de Saude e muita Paz.
forte abraço
fernando cals

Ricardo Soares disse...

adorei seu comentário sobres os mauricinhos da fórmula 1... e adorei o canto onde passaste o fim do ano... eu tb fiquei no meio do verde... agora pau na máquina ( não a da F1) e bom 2008 pra vc
abs

Neil Son disse...

valter e fernando, retribuo os votos e as saudações. abraços!

Neil Son disse...

ricardo: aquele texto sobre o nelsinho mauricinho piquezinho é imapagável! navegantes de plantão: visitem o blog do ricardo e confiram!!

paulammarques (p2m) disse...

neil, também era tudo que eu queria, hehe!! Foi bom pra caramba!!!!
Guga, o cantinho é o paraíso, a sauna é o paraíso, a casa do vizinho é o paraíso... e fontes fidedignas andam dizendo que tem um arquiteto que manja muito desse pedaço de paraíso.
Feliz ano novo pra todos.

GUGA ALAYON disse...

p2m, lisonjeado estou.
bj

Redneck Ambíguo (sem ética e estética) disse...

Oi! Você sabe que passei um final de ano muito semelhante? Não fiquei exatamente do dia 31 para o dia 1o. numa casa como essa, mas, entre véspera de Natal até o dia 30, desfrutei de momentos muitos bons na casa em que nasci. Fiz umas fotos ótimas de lá. Passa no blog para você ver. Até cachoeira tem lá também (não publiquei). A propósito, cheguei aqui pelo link da Patty. Abraço.